sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Fogos de artifícios X cães: como amenizar o medo dos cães? Saiba como reduzir pânico de barulhos.


Neste fim de ano, fogos de artifício são muito comuns devido ao natal e reveillon. Os fogos são lindos, mas o barulho alto é amedrontador para os cães e outros animais que têm a audição muito sensível. Seres humanos podem ouvir sons com frequência de até 20KHz, já os cães têm mais do que o dobro desta capacidade, chegando a ouvir até 44KHz. A audição dos animais foi aprimorada com o passar dos anos para funções específicas como conseguir alimento, fugir de predadores e se comunicar. Para entender um pouco mais sobre a evolução da audição e sua importância nos mais diversos grupos de animais, dê uma olhada no artigo "Aspectos filogenéticos da audição", dos autores Aracy Pereira Silveira Balbani e Jair Cortez Montovani (http://www.moreirajr.com.br/revistas.asp?id_materia=3837&fase=imprime).
O grande problema é que  esta excelente capacidade auditiva se torna um tormento para estes animais nos dias de festas e em dias de trovões.
  Resolvi fazer esta postagem para dar dicas a todos os proprietários que queiram reduzir os impactos dos fogos de artifícios nos cães neste fim de ano. Lembre-se que estas dicas são úteis para dias festivos, dias de jogos de futebol com fogos, período de copa do mundo em 2014, olimpíadas em 2016 e posteriormente as paraolimpíadas também em 2016 e até mesmo em dias chuvosos com relâmpagos amedrontadores...
Eu sei que existe um famoso ditado que diz "se conselho fosse bom, a gente não dava, vendia". Mas neste caso, não posso esperar para dar este conselho individualmente para os proprietários, preciso passar a informação de forma rápida e a internet ajuda muito nisso, então divulgue esta postagem a todos você conhece com cães em casa. Não podemos deixá-los sofrer mais um ano, pois nossas festas não precisam ser o motivo do pânico deles...
Vamos às dicas:

Quando a queima de fogos está acontecendo...
* Coloque uma bolinha de algodão no ouvido dele para tentar amenizar o barulho, mas cuidado, pois esta região é muito sensível. Não se esqueça de retirar a bolinha de algodão quando os fogos acabarem. Cuidado também para o algodão não molhar, pois nesse caso seu cão pode acabar ficando com dor de ouvido.
*Sempre que possível, evite os fogos. Ou seja, não solte fogos na sua casa, pois isso realmente estressa muito os cães e é um barulho muito alto que causa pânico aos cães. E nunca leve seu cão a um lugar onde haverá queima de fogos, pois certamente, não será uma ocasião legal para ele!
* Nunca prenda seu cão em uma corda ou corrente quando houver fogos, seu cão pode sofrer um acidente com a corda ou roê-la e fugir. 
*No momento da queima de fogos, coloque seu cão em um local protegido. Evite deixar seus cães soltos no terreno, o pânico pode fazê-los abrir um buraco na cerca e fugir. Você não vai querer perder seu cão em um dia de festa, então, coloque-o no canil ou dentro de casa. 
*Caso você o tenha deixado solto no terreno e a porta da casa estiver aberta, ele tem grande chances de entrar e se esconder em algum quarto, embaixo da cama ou embaixo de alguma mesa, mesmo que ele não tenha o costume de entrar em casa. Não brigue com ele, compreenda! Ele está apavorado e procurando proteção... 
*Não tente retirar seu cão do lugar que ele está se escondendo, cães com medo podem ficar agressivos para tentar se proteger... deixe que ele se sinta seguro para sair de onde ele se escondeu.
*Evite brigar com seu cão, ele está com medo, brigar com ele só aumentará o estresse e o medo dele.
*Se você tem medo de trovões ou fogos, evite ficar perto do seu cão nestas situações, ele pode entender que se você está com medo, ele realmente precisa ficar com medo, pois algo muito ruim vem por aí. E assim como o seu medo pode contagiar seu cão, sua tranquilidade também pode ter este poder. Mostre para ele que está tudo bem: não com uma postura de pena ou proteção, mas com uma postura de segurança e coragem. Mostrando que ele não precisa ter medo, mas sem forçá-lo a nada, deixe que ele sinta a segurança em você.
* Se seu cão tem alguma doença do coração, se é idoso e tem muito medo de fogos e trovões, ou se ele começar a tremer, travar toda a musculatura e babar, consulte um veterinário antes do reveillon.

Para antes dos fogos ou dos trovões: medidas preventivas.
*Dessensibilização:
- Acostume seu cão aos poucos com barulhos, aumentando gradativamente os sons conforme ele for aceitando o barulho. Por exemplo: use uma garrafa pet com brita dentro e comece a chacoalhá-la levemente enquanto brinca com seu cão da brincadeira favorita dele, vá aumentando o barulho gradativamente até você poder chacoalhar bastante a garrafa fazendo muito barulho e seu cão continuar brincando feliz, mesmo com todo o barulho. Quando você saturar o barulho da garrafa pet, faça o mesmo com uma latinha com arroz dentro, depois faça o mesmo procedimento desde o início, utilizando uma latinha com moedas dentro. Assim, seu cão vai associar barulho a uma coisa legal que é a brincadeira. 
Atenção, se em qualquer momento ele quiser parar a brincadeira, quer dizer que você passou do limite dele e fez um barulho mais alto do que ele aguentava, não peque pelo excesso, faça sons bem baixinhos no início, seja cauteloso, deixe ele ir se acostumando com o barulho. 
- Acostume seu cão a estar em locais barulhentos, como por exemplo TV alta, som com alta potência e festas barulhentas. Inicie com barulhos baixos e vá aumentando a intensidade até chegar em um som com uma intensidade bem alta, para dar tempo dele se acostumar. Dica: faça isso em um fim de semana para não incomodar os vizinhos.
*Associe que é bom ouvir um barulho alto:
- Pegue o petisco favorito dele, de preferência um que você não costuma dar muito, e que ele fica enlouquecido só de ver você mexendo no pacote e corte este petisco em pedaços muito pequenos, ou seja, o tamanho da sua unha dividido em dez vezes. Lembre-se que petiscos não é para encher a barriga (e se a barriga dele estiver cheia o treino não vai funcionar) e como você vai dar vários, precisa realmente ser um pedaço muito pequeno. Toda vez que você souber que vai haver um barulho muito alto que seu cão odeia, antes de vir o barulho e seu cão começar a ficar com medo, comece a dar pedacinho microscópicos de petisco, de um em um às vezes. Quando o barulho começar a acontecer, ou seja, os primeiros fogos bem distantes ou os primeiros trovões bem leves, dê mais petiscos, para ele entender que é aquele barulho que está fornecendo o alimento para ele. Faça isso no limite dele, sempre dando petiscos quando houverem fogos ou trovões, até ele ficar tranquilo com estes ruídos. Quando ele começar a ficar indiferente com estes barulhos, continue o procedimento por mais algum tempo.
Observação: Se ele ficar com tanto medo e não quiser comer, não force, petisco é para ser bom e o cão tem que querer. Então, se ele não quiser comer desde o início, volte para a parte de dessensibilização para ele aprender a tolerar mais os barulhos. Ps: Você pode iniciar este treino colocando o algodãozinho no ouvido dele para evitar que o barulho fique muito alto.

Ps: Qualquer dúvida em relação a qualquer uma destas técnicas, me mande um e-mail (adestradorasofia@gmail.com) ou me ligue 9661-1821.  Nossos cães não precisam sofrer com a nossa felicidade nem com o nosso medo, eles devem ser felizes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário